Os alimentos que ajudam os nossos principais hormônios a funcionar bem

Trufas de chocolate com castanha são benéficas para o funcionamento dos hormônios porque o cacau estimula a produção de serotonina, o “hormônio da felicidade”, e a castanha é ótima para o controle da tireoide
Quando se trata do bom funcionamento do organismo, a atuação dos hormônios é um dos pontos mais relevantes, sabia? Afinal, eles atuam como reguladores, produtores, mensageiros e alguns, inclusive, estimulam o desenvolvimento de características no nosso corpo (como o estrogênio e a testosterona). Além disso, quando não atuam de forma correta, os hormônios ocasionam doenças graves – como no caso da insulina que, quando está em falta (ou em mal funcionamento) faz com que o corpo não consiga metabolizar a glicose, ocasionando a diabetes. E para evitar problemas com os hormônios, a solução é se alimentar bem e praticar exercícios – não tem erro! Para te ajudar, a gente listou alguns alimentos que favorecem o funcionamento dos principais hormônios do corpo. Confira!

Brócolis é rico em cromo, um mineral que favorece o hipotálamo

O brócolis é um dos alimentos que você deve sempre incluir no cardápio – na salada, no arroz, em suflês e outros pratos diferenciados. Isso porque ele traz muitos benefícios para a saúde, pois é rico em ferro, antioxidantes, fibras e outras substâncias importantes. Outro ponto interessante é que ele também é uma fonte importante de cromo – um mineral que ajuda a impulsionar o hipotálamo, parte do cérebro responsável pelo bom funcionamento da maior parte dos hormônios. Além disso, o cromo também favorece o metabolismo da glicose, auxiliando a função da insulina. Em resumo, consumir alimentos com esse mineral é uma das melhores dicas! Além do brócolis, grãos integrais (como aveia e linhaça), ovos, leites e derivados também são fontes dessa substância. Fica a dica!

Canela e oleaginosas contribuem para o funcionamento da insulina

Quando se trata de garantir o bom funcionamento da insulina – hormônio responsável pelo metabolismo da glicose -, uma boa dica é consumir canela, termogênico rico em polifenóis (com ação antioxidante) e também em cromo, que auxilia muito na regulagem da glicose no sangue. As oleaginosas, como as castanhas, amêndoas, nozes e avelãs também são indicadas para o controle de açúcar, além de serem ricas em fibras, vitaminas e minerais fundamentais para o organismo.

Cacau estimula a produção de serotonina, hormônio da felicidade

Comer chocolate é um dos maiores prazeres da vida, né? Mas não é só por conta do sabor, existe também uma explicação hormonal para isso: o cacau é fonte do aminoácido triptofano, que é responsável por sintetizar a serotonina, também conhecida como “hormônio da felicidade”. Por isso, uma boa dica é comer pelo menos um pedacinho de chocolate por dia, lembrando que quanto mais amargo, melhor! Se você puder consumir o cacau in natura, ainda por cima, será mais fácil usufruir dos benefícios da fruta.

Castanha do Pará estimula a produção de hormônios da tireoide

No grupo das oleaginosas, a castanha do Pará é mais um alimento que faz muito bem ao organismo. Ela é rica em ômega 3 e selênio – micronutriente muito importante para o funcionamento da tireoide, pois transforma o hormônio T4 em T3, que é sua forma mais ativa. As carnes bovinas, frangos, farinha de trigo e ovos também são alimentos ricos nessa substância. Portanto, favorecem a atuação da tireoide e também acrescentam outros nutrientes importantes para o corpo.

Sementes de abóbora favorecem o funcionamento do paratormônio

O paratormônio é outro hormônio muito importante para o funcionamento do corpo, pois tem a função de regular a quantidade de cálcio no sangue. Para auxiliar em sua atuação, uma boa dica é ingerir alimentos ricos em fósforo, como as sementes de abóbora. Isso porque este mineral estimula a liberação do paratormônio e, sendo assim, favorece o seu funcionamento. A castanha do Pará e o salmão também são alimentos ricos nessa substância. Portanto, também é uma boa dica acrescentá-los a sua dieta!

Leave a Reply